O Cristianismo – 05

10 08 2010

Um dos aspectos mais terríveis do cristianismo é sem dúvida o terror infantil. Como o Brasil é um país majoritariamente cristão, desde a mais tenra idade somos apresentados a sua filosofia e sua “verdade”. O grande problema é que nessa fase o nosso senso crítico é nulo e acreditamos em tudo o que nos é dito. Quando criança, nossa imaginação voa e imaginamos o pior. “Papai do Céu” está nos observando, pronto para nos lançar no fogo eterno ao menor deslize.

 

Certa vez minha mãe disse, que considerava a morte por queimaduras a pior existente, a mais dolorosa. Pois bem, imaginar ser queimado por toda a eternidade me enchia de medo. Lembro que certa vez um colega, que freqüentava a igreja, durante uma conversa proferiu a seguinte frase, que nunca mais esqueci e que provavelmente resume bem esse sentimento: “Se temos a possibilidade de irmos para o inferno, seria melhor nem ter nascido”. Há coisa mais terrível para uma criança pensar? Levar a vida imaginado estar participando de um teste de alguém cujo o poder não se pode medir, com medo que o menor deslize te leve direto para a danação eterna é um sensação que deveria ser evitada a todo custo.

 

Essa é uma poderosa ferramenta de coação. Lembro que certa vez tinha saído da igreja mais uma vez, sempre fui dessa idas e vindas. Foi quando um vizinho veio me convidar a voltar a igreja, mas estava reticente, com pouca ou nenhuma vontade de voltar. Ele então me convidou para assistir a um filme, na casa do irmão. O filme era sobre o apocalipse (o qual já tinha lido, mas não entendido nada). Com sujeitos com 666 tatuados, tentando matar cristãos protestantes “deixados para trás”. Pouco me lembro do filme além do fato que a personagem morre decapitada ao não negar a Cristo. Aquilo me deixou aterrorizado, pois já conhecia parte da história. Um medo paralisante me dominou. Ser deixado na terra junto com o diabo e ser vítima de sua “crueldade” (não conseguia ver a incongruência disso) era algo terrível. E não dormi aquela noite, temendo ouvir as trombetas que anunciariam o fim. A sensação de pânico foi terrível e não lembro de ter vivido outra como aquela.

 

Essa doutrinação desde a mais tenra idade é perigosíssima. Aproveitando a máxima que uma imagem vale mais do que mil palavras:

 

 

Anúncios

Ações

Information

2 responses

10 08 2010
M.

Oi seu sumido… estavamos falando de você 3 dias atras… beijo.

19 11 2010
Oiced Mocam

Educando as nossas crianças
sem necessidade de religião

A educação infantil merece toda a nossa atenção, mas chega de encher as mentes das pobres crianças de lixo medieval, verdadeira lavagem cerebral tentando explicar o inexplicável, que equivale a maus tratos infantis, que impede o verdadeiro entendimento e discernimento. É triste, pois serão “educados” numa crença não baseada em evidências e sem convicção alguma, baseada em falsidades e inverdades absurdas, acientífica e retrógrada, que impede a compreensão da origem da humanidade.

Devemos ensinar as crianças, que o sofrimento é uma realidade. A
lidarem com a realidade e ser felizes. Temos que parar de dizer: “Papai ou mamãe ou vovô morreu e foi para o céu”. As pessoas estão mentindo para si mesmas e para os outros.

Após a Segunda Guerra Mundial foi feita pesquisa pelos psicólogos, para descobrir , avaliar a idade mental média dos soldados. Eles ficaram chocados. Já mais haviam imaginado que este seria o resultado: a idade mental média dos soldados era de treze anos. E aqueles soldados não são menos inteligentes que qualquer outra pessoa.
Assim parece que o corpo vai crescendo e naturalmente envelhecendo, e a mente pára na idade de treze ou quatorze anos. Você pode ter oitenta anos de idade, mas quando está ajoelhado diante de um Deus é apenas um garoto de treze anos, embora esteja se ajoelhando com seu corpo, sua psicologia, também está se ajoelhando.
As religiões causaram muitos danos. Ninguém se preocupa por que
a idade mental estaciona aos treze ou quatorze anos. É tão simples: este
é o momento em que meninos e meninas se tornam sexualmente
maduros; e no momento em que se tornam sexualmente maduros, a
biologia não mais necessita de inteligência. E ao menos que você faça um esforço por si mesmo, sua idade mental estacionará aos ter quatorze anos. A biologia alcançou sua maturidade. Você está sexualmente maduro, a inteligência que você alcançou é suficiente para produzir crianças. Se quiser mais inteligência, então terá que se esforçar para isso, terá de meditar, terá que aguçar sua mente.
Todas as religiões desejam que você jamais se torne inteligente porque o ensinamento delas é a crença. Um crente não precisa ter nenhuma inteligência. A menos que você aprenda a duvidar, sua inteligência não crescerá, porque dúvida significa investigação fora de cogitação.
Devido as crenças que foram impostas ao ser humano, a idade mental estacionou aos quatorze anos e esses adolescentes de quatorze anos são cristãos, hindus, muçulmanos. Se a inteligência deles crescer, começarão a perceber que aquilo que consideravam religiões são apenas superstições. Se sua inteligência continuar a crescer, começarão a duvidar de Deus, do céu, do inferno; começarão a duvidar do sacerdote e de sua religiosidade; começarão a questionar tudo. E as religiões não tem respostas. Mas as religiões são contrárias…porque quanto mais evoluída a pessoa for, menor a possibilidade dela se tornar vítima de qualquer estupidez religiosa. Se a inteligência aumentar, os templos ficarão vazios, mas a vida se tornará intensamente bela. Abandone todas as conclusões – hindu, cristã, muçulmana, jainista, judaica. O passado não é mais, mas o futuro está vindo a cada momento, abandone todo o conhecimento que tem sido forçado sobre você.

Toda criança tem sido envenenada – envenenada pelo conhecimento, envenenada pelos pais, a sociedade, o estado e pela igreja. Toda criança tem sido distraída da sua inocência, do seu não-saber. E é por isso que toda criança, aos pouquinhos se torna tão sobrecarregada que ela perde toda a alegria da vida, todo o êxtase de ser, e ela se torna exatamente como a multidão, parte da multidão.
De fato, no momento que uma criança é perfeitamente condicionada por você, você está muito feliz; você chama isso de “educação religiosa”. Você está muito feliz que a criança que foi iniciada na religião de seus pais. Baseado na premissa de que “o que foi bom para meus antepassados é bom para mim”. Tudo que você fez foi destruir sua capacidade de saber por si mesma. Você destruiu sua autenticidade. Você destruiu sua inocência muito preciosa. Você fechou suas portas e janelas. Agora ela viverá uma existência encapsulada, sem argumentar, questionar e refletir sobre as contradições. Ela viverá na sua própria escuridão interna, envolvida por todos os tipos de teorias estúpidas, sistemas de pensamentos, filosofias, ideologias. Ela estará perdida numa selva de palavras e ela não será capaz de sair dela facilmente. E a criança é tão inconsciente; ela pode facilmente ser condicionada, hipnotizada.
Como explicar às crianças passagens como a de Números, 31, vers. 17 e 18? Ali o texto sagrado afirma: “Agora então mate todos os machos mesmo as crianças pequenas, e mate toda mulher que tenha conhecido homem e deitado com ele, mas todas as donzelas que não conheceram homem e deitaram com ele, reservem-nas vivas para vocês mesmos”. Livros assim deveriam ser vendidos somente poderiam ser distribuidos a maiores de 18 anos

E é isso que acontece nos templos, mesquitas, igrejas, nas escolas, colégios e universidades. Todos eles servem passado; ilusão ou mentira, eles não servem futuro. Sua função é perpetuar o passado, o passado morto. Sou totalmente a favor do aprendizado, mas aprendizado em direção ao futuro que está vindo e à realidade.
A resposta para tudo isso é conscientizar, refletir, abstrair e descobrir a verdade. Se alguém não sabe abstrair, tem que nascer de novo e começar do zero. Absorver o mundo de forma literal é falta de cultura e de inteligência. Uma criança deve saber o que pode e não pode, devemos ensinar a noção do que é realidade e do que é fantasia., devem saber que dragões,e duendes não existem e que ninguém tem superpoderes.

A Bíblia, muito antiga foi escrita ao longo de um período de 1600 anos. Não se sabe exatamente por quem, mas por seres humanos que os cristãos dizem ter sido 40 homens das mais diversas profissões , inspirados por Deus e por isso a consideram sagrada, mas que viviam numa era bárbara, de ignorância, superstição, crueldade e principalmente de pouquíssimo conhecimento.
.
Não podemos mais permitir que nossas vidas sejam dirigidas e manipuladas como “marionetes”, por uma das milhares de religiões e deuses com seus diferentes livros, que se digladiam entre si e não se entendem desde a sua origem, cada qual com seu profeta e herdeiro divino na Terra, querendo o “Amém”. Em toda religião existe uma figura central que foi ampliada, floreada e lhe dada uma aura mística. Essa figura recebe os créditos de ter estabelecido a “verdadeira fé”. E alguns líderes foram até mesmo deificados. Muitas são as igrejas verdadeiras franchising, que querem o poder deste mundo para dar a bem aventurança no outro e tem por lema, “ É dando que se recebe”. É dando que recebe, isto é tirando dos pobres prometendo a vida eterna do reino do céu, desde que adorem suas imagens de santos toda a semana. Mas será que depois de tantas mortes em guerras, ainda existe um pequeno “lotezinho” disponível lá em cima ? Essa pergunta me fez lembrar a música da banda D.F.C, “ Religião e Igreja Quadrangular do Triângulo Redondo”.

Acredite! Existe muita gente a serviço da ignorância e muitos usando a inteligência para dominar a sua liberdade e dos seus filhos e escravizar seus sentimentos. Existem os charlatões, profetas e oradores brilhantes no uso da “palavra”, para nos confundir vida afora. Também os escritores que interpretam os textos sagrados, contam histórias magníficas, mas desatualizadas e ultrapassadas em relação a muitos assuntos que nos tempos atuais não passam de metáforas e lendas.
Basta começar a questionar os ensinamentos bíblicos e as explicações , serão sempre as mesmas…isto não é bem assim, isto é simbólico, isto é uma metáfora, etc. Nada do que me ensinaram durante 50 anos em que freqüentei a igreja. Todos os “milagres” descritos como verdadeiros hoje a ciência já os explica. Eu me questionava mas acabava aceitando os fatos, até porque religião era matéria obrigatória.. Hoje sei que tudo foi uma bela mentira e fomos totalmente iludidos. Talvez tivesse sido termos recebido educação ambiental do que religião. Se o mundo foi criado em seis dias, certamente no sétimo dia, o Criador deve ter se arrependido.
Também alegar existir “alma” o “purgatório” e a vida eterna é uma fantasia pois em nenhuma época foi constatada ser verdadeira essa afirmação é altamente questionável assim como o céu e o inferno.
Quem foi o responsável pela Segunda Guerra Mundial e tantas outras, quando a vida desse lindo planeta foi destruída? Deus deve tomar a responsabilidade. Se ele é o Criador, então também deve ser o destruidor. Essa implicação é clara.
Se Deus ou Zeus) foi o criador do mundo, então por que existe tanta miséria?
Então por que as pessoas estão morrendo de fome?
Deus se esqueceu do Universo que ele mesmo criou?
Se Deus criou o Universo, então ele é responsável pelo Universo, responsável por todos os pecadores, por todos os criminosos, porque ele também criou as sementes do crime e do pecado. Se não, de onde vem o crime, o pecado? Deus é o único criador.
Se o homem mata alguém, quem cria o desejo de matar?
Se um homem estupra alguém , quem cria o desejo de estuprar?
Ele criou o homem e lhe deu o câncer e milhares de outras doenças, mas não lhe dá a cura, dá o sofrimento, aqui e agora e independente da sua adoração.
É ele quem é responsável pelas armas nucleares?
Por que devo permitir que me diga como criar meus filhos se o mesmo Deus teve que afogar os dele (Samuel 2:24:15) ?
Ainda assim os idiotas do mundo estão adorando Deuses. Eles são realmente heróicos! Há muito de heroísmo em sua adoração: adorar um Deus que impede a sua criação de tornar-se sábia e de alcançar a vida eterna. Primeiro cria o sofrimento, depois o usa como argumento para sustentar a idéia de que você nasceu do pecado e que sua permanência na Terra e não no paraíso, é um castigo.

Você está sofrendo porque Adão e Eva não obedeceram a Deus. Essa é uma lógica estranha; mesmo se Adão e Eva tivessem desobedecido a Deus isso não seria um pecado tão grande, eles apenas comeram uma maça. Porém não sabemos se Adão e Eva existiram (claro que não) ou não e você está sofrendo milhares de anos mais tarde, porque está carregando essa herança. Você pertence a uma linhagem. Aqueles que o geraram eram pecadores, portanto você é pecador. E o sofrimento na vida é a prova – se não, por que haveria tanto sofrimento?
As pseudo-religiões também tem medo de viver e medo da morte. Todas elas são favoráveis à renuncia da vida. São todas baseadas numa atitude antivida: algo está errado na vida, a vida nasceu do pecado original, não está certo que você esteja vivendo. Adão e Eva foram punidos porque quiseram viver, quiseram saber, quiseram compreender, explorar, inquirir – este é o pecado original deles. Vocês são herdeiros de Adão e Eva. Nasceram em pecado. O que Adão fizeram as religiões têm tentado desfazer, a fim de que você possa ser aceito por Deus novamente, ser bem-vindo ao céu. O Deus cristão é um pai que faz muito caso de suas maças e muito pouco de seus filhos. As religiões tem medo da vida, têm medo de saber – mas vida e saber não estão separadas.

Apesar disso os sacerdotes continuam a adorar esse Deus e as pessoas continuam a seguir cegamente os sacerdotes. Em nome de Deus mais homens foram mortos do que em qualquer outro nome. Estranho Deus, estranho criador; estranhos são seus representantes, cuja obra é a morte e a destruição do ser humano. Estranhos são esses “sacerdotes religiosos”; tudo que ensinam é renunciar ao mundo que um deus teria criado.
As religiões foram muito espertas, aproveitadoras, pescadoras e os sacerdotes foram muito desumanos. Dividiram o homem contra si mesmo e lutando contra si mesmo ele sofre. Você não percebe a contradição? Se Deus criou o mundo, então renunciar ao mundo significa renunciar a Deus. Isso é um insulto a nossa inteligência, assim como Jesus e outros heróis profetas teriam nascido de uma Virgem. Buda dizia, que não podia se contar com nenhum Deus ou Deuses. Pregou uma “religião” destituída de sobrenatural e sem adoração a Deus, como queriam transforma-lo.

Para os cristãos tudo não passa de uma questão de “fé”, inclusive de ter nascido de uma Virgem… Os Evangelhos são a única fonte a citar a existência de Jesus Cristo. Não possui nenhuma outra evidência de existência extra bíblica a não ser escritos que se baseiam na Bíblia. Diga-se, que a religião não começou com Jesus, (agitador político) segundo estudos feitos por historiadores e teólogos cristãos. A imagem desse homem como Filho de Deus Pai-Mãe ou Mãe –Pai? surgiu muitos anos após sua morte em Jerusalém. A versão de que Jesus teria sido condenado ( mais um entre as milhares de condenações realizadas pelos romanos na Palestina) com a morte na cruz, pelo povo judeu passou a ser construída muito depois de sua morte por interesse político. Com a elaboração dos Evangelhos para criar uma religião mundial, o Jesus libertador do povo judeu foi transformado no Filho de Deus e ganhou o nome de Cristo.
Podemos pensar que Jesus foi diplomático?
Jesus deve ter sido realmente um grande artista em criar inimigos porque ele tinha somente 33 anos quando ele foi crucificado e apenas três anos de trabalho. Até aos 30 anos ele provavelmente esteve … A Bíblia não tem nenhum registro dos seus anos de preparação; o registro é muito abrupto. Algo é dito sobre sua infância, muito fragmentário e aos 12 anos de idade e isso é tudo. Então há um intervalo de dezoito anos. Não deixou nada escrito!
Agora um homem como Jesus não pode viver uma vida ordinária por dezoito anos e então se transformar num Cristo salvador; isso não é possível. Ele surgiu quando tinha trinta anos e com trinta e três ele foi crucificado. Em três anos ele realmente fez um bom trabalho! Ele foi rápido! Você não pode achar que ele era diplomático; ele foi o homem mais sem diplomacia que já existiu.

Só quero mostrar que se pode livrar dos cordéis, aprender a viver sem ser manipulado, sem culpas e tudo é possível, porque religiosidade é o florescer do seu coração.

Temos que ter a liberdade de ser o que queremos e não ser o que os outros acham que é melhor e não o que estão nós impondo há séculos como verdade absoluta. O sentido da vida tem uma finalidade grandiosa e essa busca não pode ser baseada em crenças e superstições tolas, obscuras e muito mal explicadas, nem renúncia aos prazeres da vida e na expectativa de um final iminente do mundo.

“Pelo estudo das coisas visíveis pode chegar-se a verdade e levar uma ética sem religião”.

Lanço um desafio aos seguidores crédulos da “ditadura celeste”, que podem achar que sou insensato no meu ponto de vista .
Nomeie uma ação moral, ou prática realizada por um crente que um não-crente não possa realizar. Nomeie uma ação que não poderá ser executada sem intervenção divina !

Realmente seria ótimo se todos nós fossemos tão especiais quanto gostaríamos de ser, mas o fato é que não temos motivos para acreditar que somos, e a integridade intelectual me impede de acreditar em algo infundado somente porque é confortante. Afinal por que um indivíduo se oporia à existência de um Criador ? Quem não gostaria de ser a coroa da criação?. Sem provas, sem deuses!

Urge! Chegou a hora da sociedade e da família se organizarem para defender os filhos, netos, sobrinhos, criancinhas que ainda não atingiram a idade da razão das imposições que as crendices nos impõem.
Estejam alertas contra essa invasão mental manipulada de abuso, cerceamento da consciência, realizada pela poluição das religiões. Isso tudo é uma ameaça à saúde pública, é um “saque” indevido dos direitos individuais, do livre pensamento, realizados através da veneração de deuses que dizem e afirmam serem oniscientes e onipotentes, tristes lembranças do passado. Estão dominando e manipulando a imaginação pública ao apresentar suposições como verdades absolutas.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s




%d blogueiros gostam disto: